Você está aqui: Página Inicial > Menu Principal > Projetos de Pesquisa Docentes > Corpo Docente > Adilson Anacleto

Adilson Anacleto

Gestão estratégica para a inovação e desenvolvimento profissional em comunidades socialmente vulneráveis no litoral do Paraná: um elo entre a cidade e o campo

Desenvolver ações voltadas a capacitação de pessoas em comunidades socialmente vulneráveis no Paraná, na área rural e urbana que possuem dificuldades de geração de renda e sustento familiar, por meio, de um levantamento das principais dificuldades de produção horticultura orgânica e auxilio para a inserção no mercado de trabalho.

Financiamento: USF 

 

Planejamento estratégico empresarial

O projeto visa desenvolver estudos que possam orientar pequenas e medias empresas em processos organizacionais estratégicos visando o posicionamento competitivo dessas pequenas organizações gerando emprego e renda regional.

Financiamento: Fundação Araucária  

 

Cadeia Produtiva de Flores

O Estado do Paraná é centro produtor e de comercialização de flores, porem nas últimas décadas em algumas regiões a cadeia produtiva apresentou redução, neste contexto, visando subsidiar uma melhor compreensão do cenário atual da gestão estratégica da cadeia produtiva, busca-se identificar os processos de produção, distribuição e comércio na cadeia produtiva de flores no Paraná evidenciando as limitações e possibilidades, bem como apresentar possíveis caminhos na retomada do desenvolvimento.

Financiamento: Fundação Araucária

 

Vulnerabilidade e construções de enfrentamento: a percepção de mulheres em comunidades socialmente vulneráveis

As desigualdades sociais é um dos fenômenos mais relevantes que influencia na formação de jovens, sendo as meninas mais suscetíveis aos riscos, dado que o contexto e a interação social podem interferir na construção da personalidade, no comportamento e, consequentemente na vida adulta. Este estudo objetiva investigar os riscos e da vulnerabilidade acerca da pobreza, as construções de enfrentamento ao mundo e a relação desses fatores com a educação, políticas públicas e geração de renda familiar.

Financiamento: Fundação Araucária  

 

Horticultura orgânica em comunidades socialmente vulneráveis

O projeto de pesquisa é realizado em comunidades com baixo IDH e visa atender a população em condições de vulnerabilidade social, ofertando uma nova alternativa de renda pela pratica da horticultura orgânica, dado que a Universidade Estadual do Paraná, como um agente público de ensino superior, a partir projeto deste projeto de ensino, extensão e de pesquisa pode contribuir para a superação dos desafios diagnosticados nessas comunidades, sendo objetivos específicos deste projeto de pesquisa a) Promover um levantamento das principais demandas em termos de consumo de produtos com origem de horticultura orgânica. b) promover capacitação as famílias em condições de vulnerabilidade social em áreas urbanas e rurais para a realização das práticas de horticultura orgânica com o objetivo de renda. c) promover estudos científicos no que se refere as implicações e potencialidades da produção orgânica no contexto regional.

Financiamento: USF 

 

Produtos Florestais Não Madeiráveis (PFNM) e Produtos Típicos do litoral paranaense: desafios e potencialidades

O Paraná desde a década de 1970 teve forte relação com o extrativismo dos PFNM (Produtos florestais não madeiráveis), sendo que a partir da década de 90 iniciou o declínio da atividade e o êxodo das famílias para grandes centros urbanos. Nesta perspectiva, este projeto de pesquisa objetiva gerar um conjunto de conhecimentos e instrumentos práticos que orientem ações e iniciativas de desenvolvimento de micro e pequenos empreendedores urbanos e rurais, gerando alternativas sustentáveis embasadas na análise de variáveis socioeconômicas com a finalidade de gerar renda e trabalho reduzindo o êxodo, respeitando a história das comunidades costeiras em um diálogo de saberes entre a comunidade cientifica e o conhecimento empírico, ao mesmo tempo em que se exercita a pesquisa, a extensão e o ensino, bem como na preservação dos recursos naturais.

Financiamento: Fundação Araucária