Você está aqui: Página Inicial > Menu Principal > Projetos de Pesquisa Discentes > Formação Humana, Processos Socioculturais e Instituições

Formação Humana, Processos Socioculturais e Instituições

DIÁLOGOS ENTRE JOVENS HOMOSSEXUAIS E A COMUNIDADE CATÓLICA FRATERNIDADE O CAMINHO

Discente: Alessandra dos Reis de Souza

Orientadora: Cristina Satiê de Oliveira Pátaro

Co-orientador: Frank Antonio Mezzomo

Resumo: O objetivo da pesquisa é compreender os diálogos construídos entre uma comunidade católica – Fraternidade O Caminho, no município de Campo Mourão, PR – e jovens homossexuais, observando se e de que forma essa relação, que se efetiva a partir da organização do Ministério Aprisco, influencia também outras dimensões das vidas destes participantes. A pesquisa, de abordagem qualitativa, parte de material empírico produzido por meio de entrevistas semiestruturadas com os jovens homossexuais integrantes do Ministério e representantes da Fraternidade, bem como de observação dos encontros formativos de tal iniciativa. Também será realizado o acompanhamento do processo de organização do Ministério que acolhe jovens homossexuais, até então local, em outros municípios nos quais a comunidade se estabelece no Brasil. Diante da relevância que a religião assume na constituição das identidades juvenis, buscamos compreender de que forma a Fraternidade O Caminho, enquanto instituição religiosa católica, vem dialogando com esses jovens homossexuais.


GÊNERO, EDUCAÇÃO E ESCOLA SEM PARTIDO: UM ESTUDO SOBRE DICOTOMIAS E CONCEPÇÕES DOCENTES

Discente: Jean Pablo Guimarães Rossi

Orientador: Ricardo Fernandes Pátaro

A pesquisa tem por objetivo identificar e analisar as compreensões de docentes de uma rede municipal de ensino acerca da palavra gênero e suas interlocuções com a educação. A discussão tem seu ponto de partida em torno do discurso defendido pelo movimento Escola Sem Partido (ESP). O ESP surgiu em 2004 em reação contra a suposta “doutrinação ideológica” em sala de aula. Uma dessas doutrinações está atrelada à abordagem de gênero na sala de aula, uma vez que, para o ESP a temática se configura como conteúdo imoral e uma afronta ao padrão familiar heteronormativo. Paralelamente, observa-se, na literatura científica, o crescente número de pesquisas e autores que discutem acerca da necessidade das temáticas de gênero na escola, na luta contra à desigualdade entre homens e mulheres, ao preconceito a comunidade LGBT e a exclusão social. Em meio à discussão, buscamos analisar como os(as) educadores(as) se apropriam das discussões de gênero na educação. Para se alcançar os objetivos da pesquisa, serão organizadas três sessões de grupo focal com docentes de uma rede municipal de ensino. Destaca-se o caráter interdisciplinar da pesquisa, que articula, junto à temática do gênero, áreas como biologia, sociologia, psicologia, pedagogia, antropologia e história.


A MÚSICA BREGA E O ANDROCENTRISMO EM QUESTÃO: Figurações dA FAMILIA PATRIARCAL em canções de Amado BATISTA

Discente: José Lucas Góes Benevides

Orientador: Bruno Flávio Lontra Fagundes

Resumo: A pesquisa visa as letras de canções de Amado Batista como textos mediadoras socialmente difusos com relação à mulher e à família brasileiras, a partir de suas interfaces com o estilo musical brega. Por definição consagrada pela tradição analítica, na canção brega um eu-lírico masculino trata de sofrimentos amorosos, supostamente causados por um amor não correspondido ou uma traição feminina, reiterando representações androcêntricas das relações homem e mulher. A dissertação tem como norteamento detectar nas canções de Amado a representação da família patriarcal como texto de fundo – família típica tomada como chave de leitura da vida social brasileira. Tendo a família patriarcal como tema interdisciplinar compartilhado por ciências como História, Sociologia, Antropologia, Psicologia, Educação, Filosofia, e mesmo Teologia, esta dissertação pretende verificar a tradição que atribui unicamente ao patriarcalismo o legado de valores de regulação moral e produtor de arquétipos acerca da família e da sexualidade social brasileira. Propomo-nos investigar a hipótese de que os discursos enunciados nas músicas de Batista podem implicar não só ideias androcêntricas referentes ao patriarcalismo e a outros estereótipos socialmente difusos ligados a cosmogonia da instituição familiar, da masculinidade e da feminilidade. Pretendemos avaliar, dentro do discurso musical do autor, supostas ambiguidades e ambivalências que, de algum modo, interporiam ao patriarcalismo temas e fatos ainda não examinados pela crítica analítica - mas que próprios da época musical do autor – como revolução cultural e liberdade sexual, de hábitos e de costumes, liberação feminina/feminismo – o que pode indicar nas canções alguma permeabilidade a representações da sociedade postas no tempo histórico das músicas e de seus receptores e das quais o autor não consegue escapar.


FORMAÇÃO DOCENTE E HUMANA EM CONTEXTO DE LICENCIATURA DE LETRAS PORTUGUÊS-INGLÊS PELO VIÉS DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR

Discente: Juliane Almeida de Oliveira

Orientadora: Maria Izabel Rodrigues Tognato

Resumo: Considerando a necessidade e a relevância de se entender mais ampliadamente os aspectos que podem constituir a formação docente inicial do professor de línguas enquanto sujeito inserido em um contexto sócio-histórico, objetivamos investigar a formação docente e humana e suas possíveis relações pelo viés da pesquisa interdisciplinar em um curso de licenciatura na área de Letras Anglo-Portuguesas de uma universidade pública do interior do Estado do Paraná. Para tanto, fundamentamos nossos estudos em algumas áreas do conhecimento, a saber: Sociologia (BOURDIEU, 1997; GIDDENS, 2001; ALVARENGA et al, 2011), Psicologia (VIGOTSKI, 2010; ABDALLA, 2016); Economia (FURTADO, 1984; SCHULTZ, 1973; AMARO, 2004); Educação (MONFREDINI, 2016; ABDALLA, 2016). No que concerne aos procedimentos metodológicos, pautamos nossa pesquisa na abordagem qualitativa e quantitativa (CRESWELL; CLARK, 2018; CRESWELL, 2015c). Para os instrumentos de coleta de dados e de análise, utilizaremos os documentos do curso investigado como a grade curricular e os Planos de Ensino das disciplinas e questionários, considerando-se os objetivos e conteúdos programáticos, fundamentando-nos na Teoria da Complexidade (MORIN, 1991; 2005), bem como na perspectiva teórico-metodológica do Interacionismo Sociodiscursivo (ISD) (BRONCKART, 1997/2009). Com isso, compreendemos que, além dos aspectos disciplinares que constituem a formação do professor, os saberes de diferentes campos teóricos que podem perpassar esse desenvolvimento são fundamentais para a formação humana e o desenvolvimento social desse profissional na sociedade em que ele se insere.


CAMPANHA DE CANDIDATOS EVANGÉLICOS À ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARANÁ EM 2018: MÍDIAS E MODALIDADES CONTEMPORÂNEAS DA LAICIDADE

Discente: Lucas Alves da Silva

Orientador: Frank Antonio Mezzomo

Co-orientadora: Cristina Satiê de Oliveira Pátaro

Resumo: Objetivamos investigar como os candidatos evangélicos à Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (ALEP), vinculados a denominações religiosas, utilizam das redes sociais para interagir com os eleitores e construir sua imagem/campanha em 2018, por meio do acionamento de elementos do campo religioso. A análise se dará a partir da campanha eleitoral divulgada nas mídias, observando-se em especial o uso de vídeos, fotos, textos, jingles divulgados em redes sociais como Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. A partir dos dados coletados, pretendemos verificar as subjetividades e particularidades implícitas e explícitas no conteúdo das campanhas, com foco para as representações religiosas presentes no material e nos pontos de entrecruzamento da posição assumida pelos concorrentes à ALEP e os campos da religião e política. Ao considerar a complexidade da realidade da pesquisa, utilizaremos uma perspectiva interdisciplinar, com vistas ao entendimento das multifaces do objeto investigado. Com base em tal abordagem, esperamos compreender como ocorre o acionamento de elementos religiosos por meio das mídias durante o pleito eleitoral, e como neste momento ocorre o entrelaçamento entre a política e a religião.


A DIMENSÃO RELIGIOSA NAS COMPREENSÕES E VIVÊNCIAS DE JOVENS UNIVERSITÁRIOS DA UNESPAR

Discente: Thauana Aparecida Teixeira

Orientadora: Cristina Satiê de Oliveira Pátaro

Co-orientador: Frank Antonio Mezzomo

Resumo: A investigação, vinculada ao grupo de pesquisa Cultura e Relações de Poder, objetiva analisar se e de que forma a dimensão religiosa se faz presente nas compreensões e vivências de jovens universitários de cursos de licenciatura da Unespar. Pretende-se compreender o modo como os jovens universitários entendem a dimensão religiosa em suas vivências na universidade e em outras esferas de sua vida, bem como identificar possíveis mudanças na relação do jovem com a dimensão religiosa ao longo do curso de Graduação. Para tanto, serão analisadas entrevistas semiestruturadas realizadas com trinta e dois jovens de três cursos: Geografia, Pedagogia e História, distribuídos em cinco campus da Unespar: Campo Mourão, União da Vitória, Paranaguá, Apucarana e Paranavaí. As discussões desenvolvidas partem de uma perspectiva interdisciplinar, dialogando com aportes teórico-metodológicos oriundos da Educação e das Ciências Sociais.