Você está aqui: Página Inicial > Menu Principal > Projetos de Pesquisa Discentes > Formação Humana, Políticas Públicas e Produção do Espaço

Formação Humana, Políticas Públicas e Produção do Espaço

TECNOLOGIA EDUCACIONAL NAS ESCOLAS: ALGUMAS POSSIBILIDADES.

Discente: Alex Vinícius Faria

Orientador: Fábio André Han

ResumoAs tecnologias digitais de informação e comunicação e o acesso à Internet proporcionaram grandes transformações na forma em que a humanidade se relaciona com mundo e com o conhecimento. Diante dos desafios observados no processo de ensino-aprendizagem nas escolas, esta pesquisa se propõe a investigar como e o que se aprende a partir da aplicação da metodologia WebQuest desenvolvida a partir de jogos digitais,  com alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II da rede pública de ensino de cinco escolas de cinco municípios diferentes, verificando a viabilidade da tecnologia educacional na melhoria da qualidade da aprendizagem dos estudantes. Entendendo que uma das principais variáveis entre as causas da dificuldade de aprendizagem é a distância do material didático disponível nas escolas da realidade dos alunos, não permitindo o desenvolvimento da sua capacidade formativa, o que gera o desinteresse e dificuldade de aprendizagem. Portanto, a variável a ser investigada é a produção de material didático pedagógico a partir da metodologia WebQuest, com uso das ferramentas tecnológicas como uma possível alternativa para a melhoria no processo de aprendizagem.


POTENCIALIDADES DOS ESPAÇOS PÚBLICOS DA CIDADE DE CAMPO MOURÃO-PR

Discente: Anderson Franciscon

Orientador: Marcos Clair Bovo

Resumo: O espaço público é um dos temas mais relevantes na sociedade contemporânea. Tema que vem sendo debatido por diferentes áreas do conhecimento, dentre elas: filosofia, sociologia, geografia, história e arquitetura que buscam por diferentes vieses entender o espaço público, nas suas diferentes especificidades ou na sua totalidade por meio de um enfoque interdisciplinar. Diante disso, a pesquisa objetiva analisar as potencialidades dos espaços públicos da cidade de Campo Mourão, destacando os aspectos sociais, econômicos, ambientais e culturais. Para tanto, levantamos os seguintes questionamentos: a) quais as potencialidades dos espaços públicos da cidade de Campo Mourão? b) qual (ais) a (as) relação (ões) entre os espaços públicos de Campo Mourão e o público frequentador? c) como ocorre a sociabilização entre os frequentadores destes espaços públicos na cidade de Campo Mourão? d) os espaços públicos de Campo Mourão apresentam diferentes usos e funções? qual (ais) a (as) visão(ões) do público que frequenta essas áreas? e) como o poder público tem agido na administração de espaços destinados à população mourãoense? Para o desenvolvimento da pesquisa serão utilizados os seguintes aportes metodológicos: pesquisa bibliográfica, pesquisa in locu, aplicação de questionários, entrevistas, elaboração de elementos cartográficos e levantamento urbanístico-arquitetônico. Espera-se como resultado entender a relação entre espaço público e seus usuários, e se os espaços públicos atendem aos anseios da população.

 

O ACESSO ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS DE ATENDIMENTO AO TRABALHADOR: ANÁLISE DO PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PROFISSIONAL

Discente: Keity Ayumi Akimura

Orientador: Fábio Rodrigues da Costa

Resumo: O Programa de Reabilitação Profissional do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) atende o trabalhador que por motivo de doença ou acidente ficou incapaz no exercício de sua profissão, mas que ainda possui potencial para desenvolver outras atividades, proporcionando a ele qualificação profissional. Por meio de levantamento estatístico prévio pela pesquisadora, foi observado que o maior ou menor acesso às políticas públicas pode influenciar no modo como o indivíduo evoluirá no programa, pois o perfil da maioria deles já demonstra histórico de inclusão mínima aos serviços básicos, como educação, trabalho, previdência social e saúde. Diante do exposto, o objetivo desta pesquisa é identificar quais são as barreiras e facilitadores para o acesso às políticas públicas locais pelos segurados acompanhados pelo INSS de Umuarama. Considerando também às diversas críticas sobre a inefetividade do Programa, dentre elas por não ter o olhar da incapacidade como multifatorial e o indivíduo multidimensional, a CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde) surge como uma nova ferramenta para avaliação biopsicossocial em saúde do trabalhador, e através dela pretende-se realizar uma pesquisa quali-quantitativa para mensurar a problemática que emerge dessa falta de acessibilidade, como um desafio para efetivação da Rede Intersetorial da Reabilitação Integral.

 

CENTRO E CENTRALIDADE DA CIDADE DE TERRA BOA - PR

Discente: Paulo Sergio Gusmão

Orientador: Marcos Clair Bovo

Resumo: Os estudos de centro e centralidade são imprescindíveis para elucidar as características e especificidades das cidades, e consequentemente, de pontos específicos, como ruas e avenidas que delineiam entre si áreas de influência que congregam sua centralidade em relação às outras áreas correlatas ao centro. Diante disso, a pesquisa objetiva delimitar e analisar a área central da cidade de Terra Boa, destacando as principais centralidades existentes. Para tanto, levantamos os seguintes questionamentos: a) qual (ais) a centralidade exercida pela cidade de Terra Boa? b) como delimitar o centro da cidade de Terra Boa? c) quais os tipos de serviços e que existem nesse centro urbano? d) qual o papel do centro e da centralidade urbana no planejamento da cidade de Terra Boa? Para o desenvolvimento da pesquisa serão utilizados os seguintes aportes metodológicos: pesquisa bibliográfica, levantamento de dados estatísticos sobre o município de Terra Boa; levantamento e análise da legislação referente ao uso e ocupação do solo; pesquisa in loco; mapeamento do uso e ocupação do solo. Pretende-se com a pesquisa evidenciar o centro da cidade, alvo de estudo e suas centralidades, além de definir ações para o planejamento por parte do poder público respeitando as características de cada centralidade, como particularidades e potencialidades.

 

A INTERSETORIALIDADE DAS POLÍTICAS PÚBLICAS: DESAFIOS PARA A ARTICULAÇÃO DA REDE DE PROTEÇÃO EM DEFESA DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA

Discente: Valéria Cristina da Costa

Orientador: Fábio Rodrigues da Costa

Resumo: Este trabalho tem por objetivo identificar e analisar de forma crítica as potencialidades e as dificuldades da rede de proteção social na realização do atendimento às crianças e adolescentes vítimas de violência na cidade de Maringá, situada no Estado do Paraná. A violência contra a criança é uma grave violação dos seus direitos fundamentais definidos por lei na Constituição de 1988 e no Estatuto da Criança e Adolescente - ECA (1990). Esta é uma discussão de relevância e a rede de proteção social deve promover o atendimento integral, reconhecendo o processo de articulação permanente e coletiva, de ações e compreensões desempenhados pelos profissionais de várias áreas e políticas públicas, tendo como alcance e o objetivo comum a criança e adolescente como prioridade absoluta. A proteção não pode e nem deve ocorrer limitada a apenas uma política setorial, deve ser por meio da interlocução setorial e interdisciplinar, considerando os aspectos históricos e a especificidade local. Para atingir os objetivos faremos um resgate teórico, metodológico e legal quanto a temática e o mapeamento da rede de proteção social no atendimento às crianças e adolescentes vítimas de violência. Após a identificação dos dados quantitativos, a proposta é refletir de forma dialética o referencial teórico, as legislações pertinentes, orientações técnicas e a efetividade do trabalho de forma qualitativa na perspectiva interdisciplinar e intersetorial.

 

NAS ENTRELINHAS DO JORNAL O GUAYRA: A REPRESENTAÇÕES DO PARANÁ NO FINAL DO SÉCULO XIX

Discente: Vanessa Lobato da Costa

Orientador: Fábio André Hahn

Resumo: A proposta é investigar as representações sobre o sertão paranaense no final do século XIX a partir do semanário O Guayra. Jornal impresso entre os anos de 1893 e 1899 na cidade de Guarapuava, sendo a única referência de mídia impressa no interior do estado naquele momento e até hoje quase desconhecido da maior parte da população. Com intenção de dar maior visibilidade as demandas locais, o jornal circulava entre as poucas cidades do interior e na capital do estado, Curitiba. Editado pelo dinamarquês Luis Daniel Cleve, o jornal teve vida curta, mas significativo impacto dentro das condições sociais e econômicas do final do século XIX. O estudo está sendo desenvolvido em dois momentos: no primeiro momento, todas as edições estão sendo catalogadas considerando as temáticas abordadas e a arquitetura de construção das páginas. No segundo momento, serão analisadas especificamente as temáticas mais recorrentes e suas intencionalidades. Espera, portanto, compreender como um jornal em um tempo de condições extremamente precárias, representou as demandas de um Paraná quase desconhecido.